Parcerias

PCAAC

O Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados – PCAAC – assenta em princípios humanitários, em que os produtos alimentares postos à disposição neste Programa têm origem nos excedentes comunitários e são distribuídos pela população mais necessitada, desde que se enquadrem nos Critérios de Elegibilidade, aprovados pela Segurança Social, nomeadamente:

  • Baixo rendimento do agregado familiar
  • Desemprego prolongado
  • Situações de prisão; morte; doença; separação e abandono
  • Pensionistas do regime não contributivo
  • Situações de catástrofe

 A Santa Casa enquanto entidade Mediadora colabora com a Segurança Social no apoio às famílias em situação de carência nas freguesias de Benavente; Barrosa; Stº Estevão; Foros de Almada e Foros da Charneca.

 

 

EAPN Portugal

A Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal foi criada em 1991, e tem por objectivo congregar um conjunto de organizações que trabalham, quotidianamente, procurando combater a pobreza e a exclusão social.

Não só o Estado mas todos os parceiros devem trabalhar num espírito de colaboração permanente tendo como resultado uma melhor coordenação das actividades, uma utilização mais eficaz dos recursos e a adoção de perspectivas multidimensionais.

Nesse sentido a Santa Casa integra o Núcleo Distrital da EAPN e procura colaborar na promoção das sinergias existentes a nível local.

 

 

Programa de Emergência Alimentar

A cantina social surge como uma resposta de intervenção no âmbito do programa de emergência social, tendo como objetivo suprimir as necessidades alimentares de famílias em situação de vulnerabilidade socioeconómica, através da disponibilização de refeições.

 

 

CLAS / REDE SOCIAL

O programa de Rede Social do concelho de Benavente pretende contribuir para a articulação de esforços de todas as entidades públicas e privadas que desenvolvem trabalho social, com vista à erradicação ou atenuação da pobreza e da exclusão e à promoção do desenvolvimento social.

 

A Santa Casa enquanto entidade parceira do programa colabora ao nível dos concelhos locais de ação social e ao nível do Núcleo Executivo da Rede Social a quem compete dinamizar e apoiar a constituição e o desenvolvimento dos CLAS e apoiar tecnicamente no desenvolvimento de metodologias de planeamento integrado.